Solicite um Orçamento

Água Potável
Você sabe que água está bebendo?

          Todos os dias, estamos expostos a diversos elementos tóxicos e um número significativo deles pode ser encontrado na água que bebemos.
          Apesar dos esforços realizados nas estações de tratamento, existe uma grande possibilidade de ocorrer contaminação durante o processo de distribuição e estocagem da água: através de tubulações antigas, que liberam metais pesados devido a corrosão; nas caixas d’água, quando não conservadas adequadamente; enfim, durante os diversos trajetos que a água percorre antes do consumo. Esta contaminação pode ser classificada de duas maneiras:
               • Físico-química
               • Bacteriológica (micro-organismos).
          A água de má qualidade muitas vezes não apresenta indícios visíveis de impureza. Segundo a definição do Ministério da Saúde, estabelecida na Portaria número 518, para a água ser considerada potável deve seguir os seguintes pré-requisitos:
               • não possuir cor, cheiro ou sabor;
               • ser arejada e conter certa quantidade de oxigênio;
               • ser composta por sais minerais;
               • não apresentar substâncias tóxicas ou micro-organismos causadores de doenças.
          Algumas dessas propriedades só podem ser detectadas em laboratório, por isso montamos Painéis (conjunto de análises), específicos para avaliar a composição da água visando a sua classificação, atendendo aos requisitos do Ministério da Saúde.           

Fechar [X]     

Qualidade da Água
Você realmente cuida da sua saúde?

          A água que não é tratada pode abrigar diversos organismos vivos e pode causar várias doenças. Segundo a Organização Mundial de Saúde, um em cada quatro leitos hospitalares é ocupado por pessoas que utilizaram água de má qualidade para consumo ou preparo e higiene de alimentos.
          Veja algumas doenças contraídas pela água:

  • Hepatite infecciosa, cólera, febre tifóide e paratifóide, diarréia e cisticercose: são causadas pelo consumo de água ou alimentos irrigados com água contaminada
  • Leptospirose e esquistossomose: são causadas pelo contato com água contaminada.
Fechar [X]     

          Além de realizar análises individuais, oferecemos grupos de análise (PAINÉIS) para avaliar a qualidade da água.

  Análises Individuais:
       Microbiológicos
       Físico-Químicos
       Metais
       Poluentes Orgânicos (PHA, PCB, VOC, SVOC, TPH, BTXE, Pesticidas)

Análises em Grupos - Painéis:

Água Potável

       Legislação: Portaria do Ministério da Saúde.
       Aplicação: Controle da água tratada (torneira, caixa d’água, bebedouros), poços, fontes, nascentes entre outros.

Nome Parâmetros Analisados
Painel 1
(Pesquisa a presença de bactérias)
Padrão microbiológico de potabilidade da água para consumo humano.
Painel 4
(Água Potável própria para consumo humano)

Este painel analisa os parâmetros exigidos pelo Ministério da Saúde, que servem como padrão para definir se a água é potável, ou seja, própria para consumo humano (inclui painel 1).
Este painel confere o Certificado de Potabilidade.

Painel 5
(Substâncias químicas que representam risco à saúde)
Consultar
Painel 6
(Portaria do Ministério da
Saúde na íntegra)
Consultar

 

Efluentes Líquidos Industriais e Domésticos

          O Toxilab possui licença de operação junto à FEPAM, sendo um dos escopos mais completos junto a este órgão no Estado do Rio Grande do Sul.

       Legislação: CONSEMA 128/2006; CONAMA 430/2011.
       Aplicação: Análise das condições dos efluentes lançados no meio ambiente, segundo parâmetros fiscalizados pela FEPAM.

Nome Parâmetros Analisados
Painel 7
(Emissão de efluentes líquidos – CONSEMA 128 na Íntegra)
Microbiológicos e físico-químicos relativos à emissão de efluentes líquidos.
Painel 10
(Emissão de efluentes líquidos – CONAMA 430)

Microbiológicos e físico-químicos que estabelecem as condições de lançamento de efluentes.

 

Água para Hemodiálise

          O Toxilab é habilitado pela REBLAS, conforme ANALI-082.

       Legislação: RDC 154 de 15 de junho de 2004 - ANVISA.
       Aplicação: Padrão de qualidade da água tratada utilizada em Hemodiálise, conforme quadro II da RDC 154/2004 da ANVISA.

Nome Parâmetros Analisados
PAH
(Água para Hemodiálise)
Grupo de ensaios físico-químicos com periodicidade semestral.
Outros

Microbiológicos e Endotoxinas, com periodicidade mensal.

 

Água para Farmácia de Manipulação

       Legislação: RDC N° 67 da ANVISA.
       Aplicação: Análise da potabilidade da água e classificação da água purificada.

Nome Parâmetros Analisados
PAM
(Água Potável)
Grupo de ensaios microbiológicos e físico-químicos relativo ao monitoramento da qualidade da água de abastecimento (caixa d’água, torneiras). Com periodicidade Semestral.
PAP
(Água Purificada)

Grupo de ensaios microbiológicos e físico-químicos para classificação da água usada na manipulação, conforme parâmetros da USP 31 – NF 26 / Farmacopéia Americana 2008. Com periodicidade Mensal.

 

Água para Laboratórios

       Legislação: RDC N° 302 da ANVISA.
       Aplicação: Análise da potabilidade da água e classificação da água reagente.

Nome Parâmetros Analisados
PAR
(Água Reagente)
Grupo de ensaios microbiológicos e físico-químicos relativo a classificação da água reagente utilizada nos processos de Laboratório, de acordo com a ASTM D 1193-06 Standard Specification for Reagent Water, com periodicidade semestral.
Painel 1
(Análise Microbiológica)

Padrão microbiológico de potabilidade da água para consumo humano (caixa d’água). Com periodicidade Semestral.

Painel 4
(Água Potável)
Grupo de ensaios microbiológicos e físico-químicos relativo ao monitoramento da qualidade da água de abastecimento (torneiras ou ponto de maior consumo).

 

Outras análises

       Água Envasada: Ensaios microbiológicos e físico-químicos relativo à fixar a identidade e as características mínimas de qualidade a que devem obedecer as águas minerais naturais e as águas naturais, conforme RDC 275/2005 e 274/2005 da ANVISA.

       Água para Autoclave: Grupos de ensaios físico-químicos relativo à água  de alimentação para produção de vapor e a água de resfriamento para o processo de esterilização, conforme tabela A.1 da NBR ISO 11.134 Esterilização por calor úmido e NBR ISO 11.816 Esterilização a vapor com vácuo para produtos de saúde.

       Balneabilidade: Caracterização de balneários e praias como próprias ou impróprias para banho, conforme Resolução nº 274 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA),que classifica a água como imprópria para banho quando está contaminada por bactérias provenientes de esgoto (acima de 1.000 coliformes fecais por 100 ml de água ou 800 Escherichia coli por 100 ml de água ) em no mínimo duas amostras de cinco analisadas ou quando o valor obtido na última amostragem for superior a 2500 coliformes fecais ou 2000 Escherichia Coli.

 

Desenvolvimento por @mspublic Toxilab © 2011- Telefone de contato: (51) 3232.0010